2 Comentários
Jan 22Gostado por Marco Neves

Bom dia, sou ouvinte assídua, gosto muito do podcast e o de hoje disse-me bastante. Ainda tenho uma máquina de escrever que tem sido objeto das brincadeiras (e às vezes de disputa) dos meus netos. As crianças de hoje não gostam só de brinquedos tecnológicos.

Expand full comment
Jan 22Gostado por Marco Neves

Bom dia. Compreendo bem o fascínio do Matias. Tenho muitas saudades das máquinas de escrever e, muito particularmente, do teclado HCESAR, bem mais amigo do utilizador de língua portuguesa (e não só...) do que estes QWERTY, em que quase todas as letras que usamos com maior frequência estão amontoadas num quadradinho minúsculo onde só o mindinho e o anelar da mão esquerda chegam com naturalidade. Um autêntico disparate nos dias de hoje, em que já não existe aquela componente física das hastes que se prendiam umas nas outras quando as pessoas escreviam mais depressa. Aliás, consta (não garanto a veracidade) que estes teclados foram propositadamente criados para desacelerar a escrita, principalmente por parte das dactilógrafas, que se mostravam bem mais rápidas do que as próprias máquinas.

Expand full comment