8 Comentários
Dez 12, 2023Gostado por Marco Neves

Fantástica reflexión Marco!

Es@s que promoven, de novo, unha "España grande e libre', coido non teñen nin idea da historia do país. Aquí chegaron diferentes pobos ao longo da prehistoria e da historia, máis parece que para el@s España existe desde os albores dos tempos! Manipulan vilmente á xente coa farsa dese gran imperio español que nunca existiu!

Ser español é ter en consideración a súa pluralidade lingüística e cultural!

Expand full comment
author

Muito obrigado! :-)

Expand full comment

Muito acertada Belén, e também muito acertado o Marco

Expand full comment
Dez 12, 2023Gostado por Marco Neves

Também poderia ser escrito um artigo sobre”por que razão os brasileiros não sabem muito do espanhol “. Afinal estamos literalmente cercados pela língua espanhola mas esta soa com estranheza ao brasileiro que prefere estudar inglês . É paradoxal uma língua muito parecida com o português ser menos conhecida que o inglês ou menos estimulada .

Expand full comment
Dez 28, 2023Gostado por Marco Neves

A verdade e' talvez menos agradável tanto para os portugueses como para os galegos.O galego,desde há 150 anos em que se escreve literariamente (sem contar a época medieval) nunca contou,de forma sistemática com o português.Da parte portuguesa,bom,o desprezo ao galego(às vezes ignorância) e' uma forma de desprezo ao português nortenho.E menos agradável ainda: entre os galegos o português habitualmente,e de forma geral,não funciona como língua de prestígio.Ao renunciarem à sua língua,uns e outros estes processos alimentam-se

Expand full comment

Dica para pronunciar melhor o espanhol, a qualquer hora do dia ou da noite: elevar o volume da voz em cerca de 10 decibéis. (Que seria das caixas de comentários sem estes estereótipos?)

Expand full comment
author

Ahaha! Parece-me que há um fundo de verdade...

Expand full comment

Obrigada Marco, estou a ler «A Portuguesa Que Odiava Catalão», e este episódio quadra-se muito bem como quase apresentação do livro. Não consigo estar em Lisboa amanhã, mas aposto que será muito boa a apresentação. E viva o realismo linguístico!

Expand full comment